sábado, 2 de agosto de 2014

O blog está de mudança

Depois de anos na plataforma Blogger, o blog Apologética Católica está de mudança. 

Em primeiro lugar, eu gostaria de dizer que a sou grato ao Google pela manutenção deste meio de publicação e, inclusive, o indicaria sem problemas para quem quer iniciar um site com um viés sério ou mesmo para um com caráter profissional (para passar tempo, acho que o Tumblr cumpre melhor esse papel). Contudo, quem escreve numa internet cada vez mais fragmentada necessita interagir com os seus pares e, nesse âmbito, o Blogger acabou escanteado pelo surgimento do Google +. Perdemos o Blogs of Note, o leitor de feeds parece relegado ao passado e as comunicações oficiais são feitas de um modo muito automatizado... enfim, o quadro atual não me satisfaz, preciso de um provedor mais focado e que incentive seus clientes. Por isso, após analisar várias alternativas, resolvi mudar o blog para o Wordpress.com.

O site continua com o mesmo nome, mas agora em um domínio próprio: 


Todos os posts aqui presentes serão transferidos pouco a pouco, bem como os comentários que os acompanham. Nada será perdido. Este site continuará no ar, como uma espécie de arquivo secundário.

Vejam as últimas publicações:

APOLOGÉTICA CATÓLICA

sexta-feira, 16 de maio de 2014

quinta-feira, 15 de maio de 2014

O sofrimento

Este texto agora pode ser lido aqui.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

sábado, 26 de abril de 2014

O relativismo

Este post agora pode ser lido aqui.



terça-feira, 15 de abril de 2014

Deu PT

Este post agora pode ser visto aqui.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Ver é tudo de bom

Sexta-feira passada eu estava fazendo compras numa papelaria e encontrei um senhor conhecido meu da Sociedade de São Vicente de Paulo que estava na companhia de uma amiga, também idosa. Eles passaram a conversar enquanto esperávamos na fila do caixa, e aí eu ouvi o seguinte diálogo que me deu uma boa lição a ser sempre rememorada:
 
- Dona Maria, você foi ao médico?

- Fui sim. Mas não estou com catarata não.

- Que bom.

- Se é. Minha irmã teve de esperar ela cobrir o olho todo para fazer a operação. Ficou cega um tempo.

- Parece que hoje em dia não precisa disso não.

- Não sei… mas ver é tudo de bom. É o melhor que existe.

- É sim.

- E andar também… é uma alegria andar.

Aí ela olhou para mim é disse:

- Ver e andar é tão bom, né? É o que há de melhor.

Só pude balançar a cabeça concordando e pensei em como, às vezes, reclamo da vida sem o menor motivo sério, esquecendo de valorizar as coisas simples de que só sentimos a falta quando não as temos mais.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Conheça a Missa em quadrinhos

Obra do Pe. Demetrius Manousos, com imprimatur do Cardeal Spellman (1954, em inglês), que apresenta o rito gregoriano e a teologia em que ele se sustenta em formato de quadrinhos. É ótimo para crianças, mas também serve aos adultos.