quarta-feira, 21 de abril de 2010

Cinco perguntas que nenhum protestante consegue responder (mas qualquer católico consegue)

Revirando meus papéis, encontrei um pequeno panfleto apologético de autoria de Carlos Ramalhete, que imprimi em 2001. Ele é bem interessante e, por isso, vou reproduzi-lo (com pequenas modificações).

Cinco perguntas que nenhum protestante consegue responder (mas qualquer católico consegue)

1 – Por favor, diga-me uma razão para aceitar a Bíblia que um muçulmano não poderia usar para considerar o Corão inspirado por Deus?

Nós, católicos, aceitamos a Bíblia como Palavra de Deus porque a Igreja que Cristo fundou e confiou a Pedro (Mateus XVI, 18), e que é a Coluna e Firmamento da Verdade (I Timóteo III, 15), diz que a Bíblia é a Palavra de Deus. Como dizia Santo Agostinho, “creio nos Evangelhos porque a Santa Madre Igreja me diz para crer neles”.

2 – Por favor, diga-me porquê você aceita apenas uma parte da Bíblia (afinal, a lista de livros que compõem o Novo e o Antigo Testamento foi determinada ao mesmo tempo – aliás, junto com o título de Mãe de Deus para Nossa Senhora – e você aceita apenas parte do Antigo Testamento), e com que autoridade o faz.

Nós, católicos, aceitamos a Bíblia em sua íntegra porque a lista de livros que a compõem foi definida em 397 d.C., sob a autoridade do Sucessor de Pedro, o Papa São Damaso I.

3 – Por favor, diga-me porque a Bíblia teria precisado de quase 1.600 anos para ser entendida corretamente, se ela é teoricamente algo que qualquer um pode entender.

Nós, católicos, sabemos que a Bíblia não é algo que qualquer um pode ler e entender sem ajuda (II Pedro III, 16; Atos VIII, 31), e sabemos que Cristo confiou a São Pedro, o primeiro Papa, a tarefa de tomar conta de Seu rebanho, a Igreja (João XXI, 15-17). Nós seguimos o que os sucessores de Pedro nos transmitiram.

4 – Por favor, explique como alguém pode saber se entendeu a Bíblia corretamente, se só pode confiar na Bíblia e em mais nada; afinal, existem mais de 30.000 seitas protestantes no mundo, cada uma entendendo a Bíblia de maneira diferente e todas achando que estão certas.

Nós, católicos, sabemos que é a Igreja que Cristo fundou e confiou a São Pedro (Mateus XVI, 18), e que é a Coluna e Firmamento da Verdade (I Timóteo III, 15), quem tem a missão de ensinar (Mateus XXVIII, 19), e que as Escrituras não devem sofrer interpretação particular (II Pedro II, 20), pois quem o faz comete erros que o conduzem à perdição (II Pedro III, 16). Assim, sabemos que a explicação feita pela Igreja está certa, e está errada qualquer interpretação diferente desta.

5 – Por favor, prove usando apenas a Bíblia que ela é o que você considera que ela seja (isto é, a única fonte da Verdade Revelada, composta pelos livros que você aceita, todos eles e só eles). Claro que todo mundo sabe que a Bíblia é Palavra de Deus, boa para o ensino, etc. e tal, mas, por favor, tente provar que ela é a única fonte de Palavra de Deus, composta pelos livros que você aceita, todos eles e só eles.

Ao contrário dos protestantes, que acreditam na heresia chamada Sola Scriptura, segundo a qual apenas a Bíblia é a Palavra de Deus, os católicos sabem que além da Bíblia, que não tem toda a Palavra de Deus e não está completa (João XX, 30-31; XXI, 25; II Tessalonicenses II, 14), há ainda a Santa Tradição que deve ser segujida ( I Coríntios XI, 2; Gálatas I, 14; II Tessalonicenses II, 15; III, 6; I Timóteo VI, 20; II Timóteo I, 13; II, 2; etc.). O próprio São Paulo, em Atos XX, 35, cita palavras de Cristo que não estão em nenhum dos Evangelhos, dizendo aos bispos de Éfeso que eles devem lembrar-se delas. Sabemos ainda que os livros que compõem a Sagrada Escritura são os que a Igreja determinou em 397 d.C., mais de mil anos antes dos primeiros protestantes arrancarem sete livros de suas bíblias em 1517 d.C..

42 comentários:

  1. muito bom! Todas embasadas na Bíblia, que eles dizem ser fiéis seguidores.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito Giovani, que eles "dizem ser seguidores", mas que não seguem de fato.

    ResponderExcluir
  3. Precisamos lutar muito contra a grande heresia chamada "protestantismo". Seus seguidores atualmente se denominam "evangélicos", que de evangélicos , só tem o apelido.

    ResponderExcluir
  4. Onde está escrito na Bíblia que Pedro foi o primeiro papa e que ele é a pedra fundamental da Igreja? Bem, se isso fosse verdade, Pedro teria sido um papa muito diferente... Primeiro, Cefas era repreensível (Gl 2.11) — é claro que Bento XVI também o é. Segundo, ele era casado (Mt 8.14,15). Terceiro, pobre (At 3.6). Quarto, nunca recebeu adoração ou veneração (At 10.25,26). Outrossim, quando foi mesmo que Pedro esteve em Roma?

    Você ciente de que desobedientes são aqueles que não seguem à Palavra de Deus? O que ela diz acerca do Senhor Jesus tem algum valor para a os senhores? Em 1 Coríntios 3.11 está escrito: “... ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo”. Por que, então, o romanismo insiste em afirmar que Pedro é o fundamento da Igreja? Porque a fonte de autoridade dessa grande religião é a teologia papista. E, ao se firmar nela, os católicos consideram todas as outras fontes secundárias, inclusive a Palavra de Deus. Isso, sim, é desobediência!

    É claro que os teólogos romanistas admitem crer na Bíblia! Mas dizer não é o mesmo que praticar. Usam Mateus 16.18 para justificar a primazia de Pedro, ignorando que a pedra à qual Jesus fez referência é a própria declaração que o apóstolo fizera: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (v.16). Aliás, o mesmo Pedro reconheceu — pregando e escrevendo — que Jesus é a pedra fundamental da Igreja (At 4.11; 1 Pe 2.4). Leia em sua Bíblia essas referências?

    ResponderExcluir
  5. Caro anônimo, é evidente que o Sr., como todo protestante, lê a Bíblia e não entende nada dela.

    Em primeiro lugar, Jesus afirma que Pedro é a pedra sim, e isso se depreende de uma simples análise sintática de Mateus XVI. Isso não entra em contradição com outros trechos em que ele é chamado de fundamento da Igreja, só indica que além do fundamento essencial e invisível, Nosso Senhor nos deixou outro visível, subordinado e repreensível como qualquer ser humano. Aliás, se você ler todo o capítulo XVI de Mateus isso ficará bem claro. Pensar que nós achamos que o Papa é impecável é um erro típico de quem se meteu a criticar sem ter estudado nada antes (tudo o mais que você considera essencial ao papdo não o é).

    E sim, Pedro é venerado no Novo Testamento, a ponto dele vir em primeiro lugar em qualquer uma das listas dos apóstolos. O Príncipe dos Apóstolos é citado 171 vezes no Novo Testamento, seguido de São João, que o é apenas 46 vezes. E invariavelmente os Evangelistas, quando fazem a enumeração dos Apóstolos, citam em primeiro lugar São Pedro. Mesmo em circunstâncias das mais solenes da vida de Nosso Senhor, como na ressurreição da filha de Jairo, em sua transfiguração no Tabor e em sua agonia no Horto das Oliveiras: três Apóstolos foram testemunhas desses fatos, mas São Pedro é citado sempre em primeiro lugar (Marcos V, 37; IX, 2; XIV, 33). E há vezes em que São Pedro é citado para encabeçar a menção ao conjunto dos Apóstolos: “Simão e os que estavam com ele...” (Marcos I, 36).

    ResponderExcluir
  6. Sobre São Pedro em Roma, Irineu de Lion diz (Contra as Heresias III,3,2):

    "Já que seria demasiado longo enumerar os sucessores dos Apóstolos em todas as comunidades, nos ocuparemos somente com uma destas: a maior e a mais antiga, conhecida por todos, fundada e constituída pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo. Mostraremos que a tradição apostólica que ela guarda e a fé que ela comunicou aos homens chegaram até nós através da sucessão regular dos bispos, confundindo assim todos aqueles que querem procurar a verdade onde ela não pode ser encontrada. Com esta comunidade, de fato, dada a sua autoridade superior, é necessário que esteja de acordo toda comunidade, isto é, os fiéis do mundo inteiro; nela sempre foi conservada a tradição dos apóstolos."

    Como harmonizar isso com as epístolas paulianas?

    Ora, antes mesmo de nossa era, uma colônia de judeus conseguira estabelecer-se em Roma, obtendo liberdade de culto e um bairro próprio, na parte de além Tibre. Alguns pagãos, entusiasmados com a doutrina de Moisés, haviam abraçado o judaísmo. No dia de Pentecostes, em Jerusalém, judeus prvenientes de Roma e prosélitos romanos, ao ouvirem o discurso de São Pedro, aceitaram o batismo e, ao regressarem à capital do Império, constituíram o primeiro núcleo de fiéis, não só porque os fiéis de Roma foram seus primeiros filhos espirituais, mas também porque (como testemunham os Padres) foi ele quem organizou esta igreja e estabeleceu aí a sua Sé.

    São Pedro chegou a Roma em 42, e aí permaneceu alguns anos. Por inspiração divina transferiu sua Sé de Antioquia para Roma. Expulso com os judeus em 49, pelo imperador Cláudio, conseguiu voltar logo depois, e aí permaneceu até seu martírio, em 67.

    Em 57, quando São Paulo escreveu a Epístola aos Romanos, a igreja de Roma já parece bem organizada e os convertidos do paganismo superavam os de origem judaica. Eram tão numerosos que em 64 deu uma grande multidão de mártires. Várias vezes São Paulo havia desejado visitá-la, mas as circunstâncias não haviam permitido.

    Encerrando sua terceira viagem, São Paulo planejava conquistar para Cristo o Ocidente. Eis, pois, que se apresenta uma oportunoidade para ir a Roma. Escreve, portanto, anunciando que depois de ir a Jerusalém levar as ofertas, na viagem que faria a Espanha, passaria por Roma.

    A Epístola foi escrita em Corinto, na casa de Caio, no ano 57. Pelo que parece, foi levada a Roma pela viúva Febe, diaconisa de Ceneris, três anos antes que Paulo chegasse prisioneiro à capital imperial.

    Ou seja, a Carta aos Romanos além dos ensinos doutrinários e conselhos, tinha um caráter um tanto intimista e, por esse fato, que no final da Epístola São Paulo relembra seus amigos mais próximos. Ela não prova nada sobre a presença de Pedro em Roma.

    ResponderExcluir
  7. esou me aprofundando nas pesquisas agora, já ouví falar muito da inquisição, os protestantes passam a toda hora em nossas caras. gostaria que o senhor falace um pouco sobre a posição da igreja católica , hoje sobre este tema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fale da "ku klux kan", entidade racista, filhote do protestantismo norte americano, fundada por um pastor evangélico, que se tornou ilegal nos EUA, por ter promovido perseguição e a morte de milhares de católicos, negros, índios, ciganos e judeus, no fianl do sec. 19 e primeira metade do sec. 20
      Fale também a eles sobre a morte de católicos na Irlanda, nos anos 70.

      Excluir
  8. No espaço de um comentário de blog isso é bem difícil de fazer, mas vou te indicar um livro que põe os "pingos nos is" sobre essa questão: "A Inquisição em seu mundo" de João Bernardino Gonzaga. Além dele, no que se refere à teologia, há esse texto: http://www.filosofante.org/filosofante/not_arquivos/pdf/Teologia_Inquisicao_Tomas_de_Aquino.pdf (ele só deve ser lido após o livro).

    Na comunidade "Apologética Católica" no Orkut você pode debater sobre a Inquisição.

    ResponderExcluir
  9. Thiago,Parabéns,pelas suas explicações,em relação,aos absurdos,postado pelo anônimo,Thiago,ve-se que os protestantes,interpretam a Biblia de maneira não compreensivel,ou seja errônea.

    ResponderExcluir
  10. Fui protestante por 20 anos. Sempre gostei de estudar as Sagradas Escrituras, como a maioria dos evangélicos. Já faz algum tempo que desanimei. Não tenho mais ânimo para estudar a bíblia e nem mesmo ir à igreja, pois percebi que tem alguma coisa errada com o protestantismo. São tantas as interpretações das Escrituras. Tantas as denominações evangélicas com as mais bizarras doutrinas e costumes que chega a nausear. Estou cansado. Fico as vezes refletindo e chego a conclusão que Deus não é Deus de confusão. Com isso passei a considerar a tradição da Igreja. Concluí com isso que sem a tradição torna-se impossível compreender corretamente a bíblia. Começo a achar que vocês estão certos.
    Peço a Deus que me ajude.
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  11. Que Deus te dê a graça da conversão, meu irmão. Pare, dê um tempo para si, orando e estudando. Sugiro que acompanhe os debates na comunidade do Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=12901339

    ResponderExcluir
  12. Respostas:

    1) A bíblia contém algo chamado "Canon" ou "padrão". Apesar de ter sido escrito por cerca de 40 pessoas (os livros canonicos) a bíblia esta tão uniforme que parece ter sido escrita por uma única pessoa, o que não aplica-se aos livros apócrifos, que além de não seguirem o canon, entram em contradição com os demais livros. Satisfatório?

    2) O antigo testamento não contem os livros apocrifos, Jesus e seus discipulos citam o antigo testamento mais de 1300 vezes no novo testamento, Jesus e seus discipulos citam todos os livros do antigo testamento excluso os livros apocrifos que já existiam na época de Jesus, porém como podemos ver, não tinha
    e ainda não tem autoridade alguma.

    3) A bíblia não precisou de 1600 anos para ser entendida, ela foi entendida e guardada desde a época dos apostolos. O problema foi que a igreja catolico romana cassou e perseguiu todos os que liam a bíblia acusando-os de heresia,
    porem no século 16 a biblia e sua verdade já estavam nas mãos de muitos, era muita gente para igreja catolica matar, então alguns anos depois o papa proibiu a leitura da biblia pelos católicos. Vc ver católicos portando biblias
    na missa?

    4) A bíblia não se contradiz, se uma pessoa interpreta a biblia de uma forma porem há alguma passagem que contradiz aquela interpretação, então sua interpretação esta equivocada. Ex: Catolicos afirmam que os "irmãos de Jesus" na verdade eram seus primos, porem Lu 2:7 deixa claro que Jesus foi
    primogenito de Maria, se foi primogenito então afirmar que Jesus não teve irmãos é uma mentira. Assim como afirmam que Pedro é a pedra fundamental da igreja, porem atos 4:12(só uma das muitas passagens) deixa claro que Jesus é a pedra, logo a interpretação católica esta errada mais uma vez, então, entendemos que a pedra não é Pedro e sim sua afirmação, o que esta em perfeita conformidade com toda a biblia.

    5) Ora o fato de um livro que levou 1600 anos para ser escrito esta em perfeita conformidade e não se contradizer em nenhum ponto (livros caninocos) já é o bastante para garantir sua veracidade. Quando vc adiciona outros livros a biblia, vc vai entrar em contradição em algum ponto, (como já foi mostrado aqui). Quando comparamos a biblia com os demais livros religiosos, sejam eles espiritas, corão etc. Concluimos que a bíblia é o único que não contém erros cientificos.

    Pergunta para vc: O que é mais importante, o mandamento de Deus, ou a tradição humana da religião? A menos que vc seja tolo responderá o mandamento, claro. E quando o tradição contradiz o mandamento?

    Marcos 3:6 Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição?...e assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus.

    Convido vc a meditar no seguinte versiculo:

    "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência." [1 Timóteo 4:1-2].

    Também lhe convido a ler o seguinte artigo: http://www.espada.eti.br/rc101.asp

    ResponderExcluir
  13. A Bíblia não contém cânon padrão coisa nenhuma, isso é um mero delírio de sua cabecinha. Os livros são diferentes em tamanho e estilo, de modo que fica patente que várias pessoas foram instrumentos do Senhor na redação deles. Satisfatório?

    O Antigo Testamento contém os livros deuterocanônicos, pois quem diz o que é ou não o Antigo Testamento é a Igreja, e não você ou alguma seita de fundo de quintal. Jesus e os Apóstolos citam a versão da Escritura que continha os deuterocanônicos.

    Meu caro, você é muito ignorante. Quem sempre leu a Bíblia para as pessoas foi a Igreja, e não elas mesmas. Não é necessário portar a Bíblia para ter a Fé, pois nem toda a Revelação está contida na Escritura e só a Escritura pode lhe levar, rapidamente, para a perdição. Dito isso, dizer que a Verdade contida na Boa Nova ficou nas mãos de alguns e que não era o marco do ensino da Igreja é negar a assistência do Espírito Santo a quem buscava o Senhor por século e século, ou seja, é um absurdo.

    De fato, a Bíblia não se contradiz, quem contradiz ela são os hereges protestantes. A Bíblia nos ensina, isto sim, a ouvir a Igreja pois em caso contrário a pessoa deve ser considerada um "gentio ou publicano".

    Novamente: quem diz que a Bíblia é a Bíblia é a Igreja, e não ela mesma. E na Bíblia não se devem buscar ensinamentos científicos, mas espirituais, de modo que sua alegação sobre os erros nesse tema nas obras consideradas sagradas por outras religiões dificilmente converterá alguém inteligente.

    A Tradição (naturalmente você não sabe a diferença entre Tradição e tradição), não é humana, mas divina, e, portanto, não contradiz mandamento algum. Pode, isso sim, contradizer sua cabeça.

    Por fim, quem deve refletir sobre o que está em I Timóteo é você mesmo, que dá ouvidos a pregadores revolucionários, a pregadores que negam os ensinos de Jesus. Lembre, ainda em Timóteo (I Timóteo III, 15):

    "Todavia, se eu tardar, quero que saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade."

    ResponderExcluir
  14. SERA QUE DEUS NOS CHAMOU PARA DISCUTIRMOS OU NOS AMAR. CAROS, VAMOS VIGIAR POIS NINGUEM SABE O DIA NEM A HORA, MAIS AS COISAS AQUI NESTE MUNDO ESTAO DEBAIXO DO CONTROLE DO DEUS UNICO E SOBERANO, NAO SAO DISCUSSOES DE QUEM SABE MAIS OU ENTENDEU MAIS A BIBLIA QUE NOS LEVARA AO CEU. AMEM... JA ESTAMOS VIVENDO O APOCALIPSE QUE ESTA IGUALZINHO EM QUALQUER BIBLIA E O QUE DIZ LA ESTA SE CUMPRINDO QUEIRAMOS OU NAO, ATENTEMOS PARA ISSO E VIGIEMOS AGORA. QUE O NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO NOS CUBRA COM SEU SANGUE E NOS PERDOE... E A ELE TODA HONRA E TODA GLORIA, EU DISSE TODA HONRA E TODA GLORIA, SO ISSO BASTA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a discussão não é sobre quem sabe mais a Bíblia, pois quem ensina sobre a Bíblia não sou eu ou você, mas a Igreja, mestra da Verdade neste mundo segundo disposição do próprio Cristo. É importante aprender o que ela ensina e não ficar se fiando por impressões subjetivas, pois se for para fazer assim entraremos numa Babel interminável (por exemplo, você pensa que já estamos vivendo na época descrita no Apocalipse, eu não).

      Excluir
    2. Há, não? pode me explicar pq não acha?

      Excluir
    3. Vários sinais ainda não se realizaram, como a conversão dos judeus, e nem veio ainda o castigo que Nossa Senhora prometeu em Fátima e que ocorrerá bem antes dos dias finais.

      Excluir
  15. Sendo a bíblia a palavra de Deus, acho que todos concordamos com isso! Você citar "...A Escritura pode lhe levar, rapidamente, para a perdição..." Acho que, é bem isso que o enganador supremo e pai da mentira quer que as pessoas pensem não?!
    Sendo a bíblia a palavra de Deus, colocar uma religião ou igreja acima da autoridade da palavra de Deus, é errado! Não?

    - Outros pontos são: a bíblia diz que Deus abomina a adoração e culto a imagens (Ex.20:4; Dt.7:25-26; Hc.2:18-19; Os.4:12; Mt. 4:10) e aos mortos! O que estão fazendo com o J.Paulo II? (e com tantos outros!)
    Orar, interceder, rezar a favor ou pelos mortos é considerado ESPIRITISMO e FEITIÇARIA por Deus! E sabemos que ELE acha disso né?
    A partir do momento que os sacerdotes católicos ensinam os seus seguidores a intercederem a Maria, João, José, Pedro ou a qualquer outro que está morto. Ensinam praticas espíritas que é consultar os mortos.
    Deus condena veementemente consultar os mortos, Dt.18:9-14; Is.8:19-22.

    - Outro ponto é, A bíblia deixa bem claro que só quem pode interceder por nós é Jesus Cristo! E não Maria ou qualquer outro santo! (Jo. 15:16; 16:23)


    A própria história fala por si só,
    Você sabe como surgiu o sinal da cruz? Tão praticado pelos católicos?
    Qual foi a única igreja que influenciou e se uniu a maioria dos governos da terra?
    E enquanto ao apoio por parte de alguns papas ao Adolf Hitler e Mussolini?
    (http://static.minilua.com/wp-content/uploads/2012/10/padres-nazistas.jpg)
    E enquanto o exorcista oficial da igreja católica afirmar que o Demônio está(mora) no vaticano? (http://www.acontecercristiano.net/2013/02/el-diablo-esta-en-el-vaticano-dice.html)

    Não sei se ainda existem! Mas procure por livros do PADRE ANÍBAL TEIXEIRA, ele deixou o catolicismo, e escreveu vários livros contra a igreja católica! Porém já faleceu e seus livros são muito antigos! Se puder pesquisar leia um dos dele!

    ResponderExcluir
  16. Meu caro, eu dizer que a Bíblia pode levar a perdição é algo corretíssimo, pois é evidente que na frase não estou me referindo ao conteúdo dela em si, mas da leitura que pode se fazer. Procure não tirar do contexto sua leitura.

    E a autoridade da Igreja tem a mesma fonte que a da Bíblia, isto é, Deus, só que a Igreja é anterior à Bíblia ;) E a Igreja "não é qualquer religião", é A RELIGIÃO, a única verdadeira, a única querida pelo Senhor, a única que nos leva à salvação, de modo que comparar sua autoridade com a das seitas é puro non sense.

    Tanto isso é verdade, que você ao se meter a interpretar a Escritura fora da vida eclesial cometeu erros tremendos, pois Deus não proíbe o uso de imagens coisíssima nenhuma, pelo contrário, Ele até incentiva, contando que se esteja dentro do contexto certo (dê uma olhada em Êxodo XXV, 18-22, para ficar só num trecho). Sobre orar pelos mortos eu já tenho uma postagem neste blog: http://apologeticacatolicablog.blogspot.com.br/2010/08/biblia-rezar-pelos-mortos-e-santo-e.html

    Por fim (pois não vou perder tempo com suas as colocações equivocadas sobre história, fruto de quem não perdeu um pingo de tempo pesquisando sobre o tema e acredita no que lhe é mais agradável), a Bíblia deixa claro que há intercessores secundários após Nosso Senhor Jesus Cristo, é só você ler os vários pedidos de oração que São Paulo faz aos seus discípulos em prol do sucesso de suas viagens (ou seja, os discípulos era intercessores!).

    ResponderExcluir
  17. o thiago a biblia diz que nos não devemos adorar outros deuses correto. porque Deus não reparte sua glória com ninguém (Is 48.11). e que não devemos adorar a imagens de idolos (neste caso os santos). Em se tratando de adoração, Ele deve ser exclusivo (Dt 6.4).“Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem” (Ex 20.3-5). então seu hipócrita por que vc não nos a suas adoraçoes a santos

    ResponderExcluir
  18. Na Igreja de Cristo, que é a Igreja Católica e não sua seita de ponta de esquina, só se adora a Deus, e mais ninguém. Se você acha que se adoram outras coisas é por pura preguiça, a preguiça que faz com que você não leia nenhuma das respostas já dadas aqui e em vários outros sites explicando a diferença entre veneração e adoração. Além disso, como já coloquei, Deus incentiva o uso de imagens, contanto que isso se faça no contexto correto. Sua leitura da Bíblia é errada e pode te levar para o Inferno. Cuidado. Converta-se logo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas thiago vcs oram a santos e vc sabe o significado da palavra oração? oração significa: Aproximação da pessoa a Deus (ou a quem a pessoa ora) por meio de palavras ou pensamento. Inclui confisão, adoração, comunhão, gratidão, petição pessoal e intercessão pelos outros.então apartir do momento que vc ora a santos vc o adora.
      na sua pergunta 4 vc pergunta como posso saber se entendi a biblia corretamente meu brother eu te respondo agora mesmo. na sua colocação que sozinhos no podemos entender a biblia vc esta correto,esta colocação vc afirmou na pergunta 3. então como posso saber que eu entendi a biblia:
      se eu estou lendo a biblia com meus olhos carnais eu posso a ler quantas vezez eu quiser que nd eu vou entender mas seu estou lento com meus olhos espirituais que somento o deus me concede atraves da minha fé e assim deus me a sua verdade o que seria a verdade a palavra de deus fiquem na paz do senhor amem

      Excluir
  19. Engano seu, meu caro. Seu conceito de adoração é completamente arbitrário, isto é, você meteu na cabeça algo que acha que existe e, mesmo depois que se explica que o que você acha não corresponde ao que se dá de fato, você insiste em manter seu achismo. Vou repetir: orar para um santo é orar para Deus, pois, na verdade, só se está aproximando dele como intercessor. Não há adoração nenhuma nisso. A oração é uma forma de mediação e a única mediação de Cristo é destinada a promover outras mediações dependentes e ministeriais.

    E, "brother", você não entendeu a Bíblia coisa nenhuma, pois sua PRESUNÇÃO de ler a Escritura com "olhos espirituais" é apenas isso, uma PRESUNÇÃO, fruto do orgulho que marca a heresia protestante desde o seu início. O que lhe garante que aquilo que você julga "espiritual" não é uma maluquice da sua cabeça ou uma sugestão demoníaca? Só uma coisa pode lhe garantir que alguém esteja longe do erro na leitura da Bíblia: o instrumento de ensino, guardado pelo Espírito Santo, que o próprio Divino Mestre nos deixou, ou seja, a Igreja Católica.

    ResponderExcluir
  20. Quero que veja abaixo o que o próprio catecismo da ICAR relata sobre o culto prestado aos ícones, contrariando SATISFATORIAMENTE a sua argumentação de que a ICAR adora somente a Deus:

    Sua afirmação: Na Igreja de Cristo, que é a Igreja Católica e não sua seita de ponta de esquina, só se adora a Deus, e mais ninguém.

    http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p3s2cap1_2083-2195_po.html

    Es2131. Com base no mistério do Verbo encarnado, o sétimo Concílio ecuménico, de Niceia (ano de 787) JUSTIFICOU, contra os iconoclastas, o CULTO dos ícones: dos de Cristo, e também dos da Mãe de Deus, dos anjos e de todos os santos. Encarnando, o Filho de Deus inaugurou uma nova «economia» das imagens.

    O senhor não vai agora querer ir contra a sua própria "Tradição", vai?

    ResponderExcluir
  21. Contra a Tradição da Igreja eu não irei nunca, mas contra as inspirações que o demônio lhe sopra irei sempre.

    Mais uma vez você leu o que quis (não deve ter lido nem os parágrafos anteriores nem os posteriores) e interpretou da maneira mais arbitrária possível, pois CULTO aí quer simplesmente dizer UMA HOMENAGEM que se presta as imagens que remetem aos próprios Deus, que se adora, ou a um santo, que se venera. Ninguém adora ou venera imagem alguma, só se adora e venera aqueles a quem elas remetem.

    ResponderExcluir
  22. {Mais uma vez você leu o que quis}
    Em primeiro lugar eu gostaria de esclarecer que essa é a 1ª vez visito seu blog e portanto com essa sua afirmação acima o senhor já se mostra precipitado e preconceituoso a respeito de minha pessoa, pois o senhor usou o termo "MAIS UMA VEZ". (Como assim "mais uma vez" se essa é a PRIMEIRA vez que estou aqui?!) Perdestes qualquer crédito comigo.

    {e interpretou da maneira mais arbitrária possível}
    Não fiz sequer uma interpretação, apenas TRANSCRIÇÃO do catecismo, são palavras EXATAS do site, portanto fica claro o seu subterfúgio, tentado se esquivar usando de inverdades e falácias Ad Hominem (contra a minha pessoa). Culto é culto, se quisessem prestar uma homenagem então deveriam usar a palavra HOMENAGEM. Para consertar essa situação é necessário que o senhor envie um email ao Vaticano para que eles deem um jeito de mudar a palavra culto por homenagem (porém já adianto que o senhor só poderá mudar no máximo o site, pois o Concílio de Niceia é registro histórico inalterável). Boa sorte.

    Meu nome é JUNIOR OLIVEIRA

    ResponderExcluir
  23. Não me interesso em ter crédito com você, e duvido muito que seja sua primeira vez aqui, visto que os comentários anteriores vão na mesma linha do seu último. Se você realmente estivesse preocupado com alguma indentificação, não teria comentado como um anônimo em primeiro lugar.

    Disto isto, o fato de você postar seja o que for não quer dizer que você saiba ler o que está copiando e colando. No caso, você não entendeu o que transcreveu pois não se deu o trabalho de ver a definição da palavra que é dada no parágrafo posterior do catecismo e nem leu o trecho destacado com as limitações dos parágrafos anteriores. Fazer leitura sistemática é complicadinho? Se for, isso já é um sinal de que a Bíblia tem de estar vetada para você. Não há absolutamente nenhuma necessidade de se mudar a palavra, ela é muito adequada; o que não é adequado é sua leitura arbitrária, sua leitura de preguiçoso, que não vai buscar os vários sentidos de um signo lingüístico.

    ResponderExcluir
  24. Torno a repetir que essa é a primeira vez que visito seu Blog, acredite o senhor ou não, já o tenho por precipitado e preconceituoso. Não me identifiquei em seu Blog por não saber fazer isso (perdoe-me a ignorância, mas raramente comento em Blogs, geralmente comento em vídeos do YT) mas colocarei sempre meu nome ao final, conforme fiz no comentário anterior.

    Tiago Santos de Moraes 10 de Maio de 2013 17:49:
    {você não entendeu o que transcreveu pois não se deu o trabalho de ver a definição da palavra que é dada no parágrafo posterior}

    Primeiro afirmastes que INTERPRETEI errado e agora afirmas que minha transcrição não foi devidamente lida. Peço que se posicione mais firme em relação aos seus ataques pessoais(ora afirma de uma forma, ora de outra).
    Agora vejamos o seu tão comentado PARÁGRAFO POSTERIOR:

    2132. O culto cristão das imagens não é contrário ao primeiro mandamento, que proíbe os ídolos. Com efeito, «a honra prestada a uma imagem remonta (63) ao modelo original» e «quem venera uma imagem venera nela a pessoa representada» (64). A honra prestada às santas imagens é uma «VENERAÇÃO respeitosa»...

    Portanto o tal parágrafo piora ainda mais a sua situação, pois vi que anteriormente o senhor afirmastes:
    {Ninguém adora ou VENERA imagem alguma}
    Porém o senhor está em contradição com a Tradição, pois segundo o parágrafo citado acima, a honra (homenagem) prestada as imagens é chamado de VENERAÇÃO. Só pra constar: "quem venera uma imagem venera nela a pessoa representada".
    Por A+B provei que o senhor e/ou a ICAR está(ão) equivocado(s).

    Outro parágrafo interessante é o 2141:
    O CULTO das imagens sagradas funda-se no mistério da encarnação do Verbo de Deus. E não é contrário ao primeiro mandamento.

    Pode até não ser contrário ao 1º mandamento (totalmente), mas com relação ao 2º isso é inegável, pois é CULTO a outrem.

    Meu nome é JUNIOR OLIVEIRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser burro.
      Estude hermenêutica, historicidade eclesiástica, eqüidade e axiologia, que são as chaves para interpretação de qualquer texto.
      O sentido da palavra "culto" e amplíssimo, principalmente o empregado naquela época.
      O que não é amplo é o "culto de adoração", já que este somente se dirige ao Deus Triuno, Pai, Filho e Espírito Santo.
      O "culto" no sentido empregado no catecismo, é a veneração icônica, ou seja, a perseguição de um modelo de fé que tem como ícone ( referencias ) a conduta dos santos e dos mártires.
      Cultuar aqui, é no sentido de preservar a referencia de fé da pessoa, representada nas esculturas religiosas, e não adorar.
      Já imaginou a preservação icônica da pessoa do Edir Macedo?
      Agora, se existem maus católicos, que não conhecem sua Igreja, e praticam idolatria ao invés da preservação do modelo dos santos, não podemos confundi-los com a instituição.
      O pecado de membros não pode ser imputado a igreja, senão, teríamos que taxar o movimento evangélico de estelionatário, por conta de maus integrantes e membros, que enriquecem as custas da exploração do sacrifício de Cristo e da fé alheia.

      Excluir
  25. Você não interpretar corretamente algo e não ler devidamente o que você mesmo transcreveu, dá no mesmo!!!

    A contradição só existe na sua cabeça, pois como está mais do que claro no texto que você acaba de citar não se venera imagem alguma em si mesma, e sim a pessoa, a memória, os exemplos a que ela remete. Obviamente que isso se dá na imagem, e não em outro lugar. Espero que você tenha entendido a palavra lugar.

    Por fim, você deve ter se confundido sobre quais são os mandamentos, já que o assunto do II mandamento não passa nem de longe aqui. O que temos é uma dificuldade com o I, dificuldade que fica totalmente superada quando se percebe que ao se cultuar um santo se cultua a maneira como ele concretizou a vontade de Deus na sua vida.

    ResponderExcluir
  26. Thiago,
    você está distorcendo completamente toda a palavra. Poucas vezes vi você citar trechos e versículos bíblicos, o que mostra que o seu conhecimento é baseado completamente em tradições e história, quase nada em bíblia. Você dizer que a bíblia deve ser lida pela igreja aos fiéis é ridículo. Por anos a Igreja católica celebrou missa em latim e os fiéis não entendiam nada, apenas diziam amém. Qual o sentido de celebrar uma missa em latim? Nenhum. Proque não trás conhecimento algum, não edifica em nada. Aliás, a intensão de tomar pra si a verdade e deixar o povo com os olhos vendados, essa era a intensão da igreja. Hoje todos tem acesso a bíblia, e só fica enganado quem quer ser enganado (igual você).
    Sugiro que você desative este blog, volte a estudar a bíblia e deixe de bancar o "bobão". Você está completamente cego... Você é um bobão cara! rsrs

    Concordo com o outro anônimo acima. Você perdeu o debate e PERDEU FEIO.

    ResponderExcluir
  27. Meu caro, eu não estou distorcendo absolutamente nada. Prove que estou distorcendo e aí conversamos. As minhas citações de trechos bíblicos foram abundantes no texto, mas, mesmo que não o fossem, isso não resolveria o problema, pois os protestantes não erram por desconhecerem tais textos, mas por lerem e não entenderem nada, já que não há quem os guie com a assistência de Deus.

    E sim, por anos a Igreja celebrou a Missa em latim, e ainda faz desse modo em muitos lugares (a celebração em que vou é desse modo), algo muito salutar e plenamente entendível; obviamente que você, na sua ignorância de herege, pensa que as coisas só podem ser entendidas de uma maneira intelectual, ou seja, acha, ou finge achar, que uma informação não pode ser passada de maneira simbólica. Isso é tão ridículo que não deveria pedir outros comentários, mas pense só no tipo de ação que você faz ao parar ou andar com o carro quando vê um sinal de trânsito verde ou vermelho... será que o sinal de trânsito fala com você? Meu caro, você mesmo venda seus olhos!

    ResponderExcluir
  28. Thiago parabéns você é um mestre em fugir do assunto kkkkkkkk. Me explica esses trechos da bíblia(em português por favor, não entendo latim):
    1 - Porque um certo ourives da prata, por nome Demétrio, que fazia de prata nichos de Diana, dava não pouco lucro aos artífices,
    Aos quais, havendo-os ajuntado com os oficiais de obras semelhantes, disse: Senhores, vós bem sabeis que deste ofício temos a nossa prosperidade;
    E bem vedes e ouvis que não só em Éfeso, mas até quase em toda a Ásia, este Paulo tem convencido e afastado uma grande multidão, DIZENDO QUE NÃO SÃO DEUSES OS QUE SE FAZEM COM AS MÃOS.
    E não somente há o perigo de que a nossa profissão caia em descrédito, mas também de que o próprio templo da grande deusa Diana seja estimado em nada, vindo a ser destruída a majestade daquela que toda a Ásia e o mundo veneram.
    E, ouvindo-o, encheram-se de ira, e clamaram, dizendo: Grande é a Diana dos efésios.

    Atos 19:24-28

    Se Paulo falou QUE NÃO SÃO DEUSES OS QUE SE FAZEM COM AS MÃOS. Eu quero saber qual a interpretação mirabolante que o senhor vai dar. Não desvie do assunto. Me explique, tente me converter, me "salvar" da heresia em que vivo.

    ResponderExcluir
  29. Não há explicação mirabolante nenhuma, o sentido do texto é bem claro, o problema é que sua mente sectarizada pela ignorância protestante fica querendo ver nisso alguma condenação do uso de imagens. Mas não é assim, o que se condena aí, como em outras partes da Escritura não são as imagens em si mesmas, mas a idolatria. Agora, se você não consegue entender essa diferença básica isso é um sinal de que você não deveria ler nada na Bíblia, pois sua confusão mental certamente te afastará do caminho de Deus.

    ResponderExcluir
  30. Estas formas de discussão de "católico versus protestante" não levam a nada... dificilmente fazem abrir os olhos de alguém para a verdade, mas antes contribuem para o envaidecimento pessoal dos interlocutores, querendo se valer a qualquer custo!
    A Bíblia é, sim, palavra divinamente inspirada, e leitura essencial a todo bom cristão. Entretanto, aos que se prestam a discutir com tal profundidade as matérias da fé cristã, é não menos essencial que trilhem o caminho da lógica e da razão. E para tal...

    IDE A TOMÁS DE AQUINO!

    Aos que apresentam objeções ao magistério da Santa Igreja, leiam primeiramente a Suma Teológica, obra magnífica do maior filósofo cristão de todos os tempos. Levantem suas objeções acima dos argumentos dele, e tragam-nas aqui. Então, a conversa assumirá outro nível!

    Parabéns pelo blog.
    Ângelo

    ResponderExcluir
  31. ola carissimo Thiago a paz do Senhor Jesus gostaria que voce visitasse meu blog e conhecesse meus estudos, analise com a Bíblia católica e que Deus te abençoe, acesse: mostrandoaverdade.comunidades.net ou mostrando-a-verdade67.webnod.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro, esses seus sites advogam grosseiramente um ponto de vista protestante sobre a Fé, de modo que eu realmente não sei por que você veio aqui fazer uma recomendação genérica deles. Se você quer guerra, se quer polemizar comigo, é só dizer, pois receberá respostas no mesmo nível com que escreve.

      Excluir
  32. Quando se vai ao culto protestante,
    E lá encontramos um pregador,
    E esse pregador, promove exclusivamente uma pregação bíblica expositiva, sobre as vidas de Jacó, Moises, Abraão, Davi, Salomão, dentre outros.
    E a pregação é toda voltada a esses personagens,
    Diríamos que:
    a) - o culto evangélico promoveu a adoração desses personagens bíblicos ou simplesmente venerou (cultuou - preservou) o exemplo por eles deixados, como um padrão de fé e santidade?
    b) - Eles dividiram a glória de Deus, dando culto a pessoas, num local sagrado para a liturgia e adoração divinal como o púlpito ( altar protestante)?
    c) - a exigência moral de portar a bíblia, em todo culto protestante, implica na transformação do livro sagrado em um ídolo portátil para instrumento de materialização da fé, que por sí só, é abstrata?

    ResponderExcluir
  33. É....
    Essas ultimas perguntas três perguntas, da postagem do anônimo de 05 de janeiro, nenhum evangélico ou pastor não vai querer também responder, porque a resposta (obvia) que eles tem pra dar, servirá apenas para confirmar que entre os protestantes existe "cultos de veneração".
    Essa turma "evangélica" é muito paradoxal e confusa.
    Que Deus me proteja das "doutrinas" deles.

    ResponderExcluir
  34. Protestante X Católico = Rinha de Galo

    Ao redor ( da rinha ) ficam os anjos e demônios na expectativa de ver quem comete mais heresias e fala mais bobagem. Já que a língua é o chicote do corpo e leva ao inferno, ambos deviam meditar mais nas coisas dos Céus, e deixar que a Bíblia fale por si mesma ao coração daquele que Deus quiser. Como diria um amigo culto, é hora de nos unirmos contra um mal maior ( sendo o debate entre "irmãos", mal menor) que é a Globalização.

    Só uma observação: As 5 perguntas não são difíceis de responder. Basta inferir que um evangélico não sendo protestante não se inclui na categoria predefinida na pergunta, tendo a por ai o crédito para responder sem sofrer ofensiva. E um católico que protesta ter sapiência sobre o tema, já torna a pergunta contraditória pela definição anterior relacionada ao protestante. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está completamente equivocado, Romand.

      A disputa entre católicos e protestantes não é uma "rinha de galo", como se fosse algo sem importância, mas, antes de tudo, é uma luta em prol da Verdade, ou seja, é do agrado de Deus. Nessa luta, já está traçado quem comete heresias e quem não as tem: os protestantes são hereges, os católicos são ortodoxos. Quem decide isso não é você, meu caro, mas o próprio Deus, que deixou uma Igreja nesta terra. E, por fim, as 5 perguntas são complicadas sim de responder, seja por protestantes, seja por que, como eles, adota o erra da Sola Scriptura.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...