quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Gradual

Pergunta recebida do leitor Fernando:

"O que é o gradual na Missa? Sei que ele existe no rito gregoriano, também existe no rito paulino?"

(Graduale cisterciense)

Respondo usando o que aprendi com o confrade Karlos do Orkut. 

Gradual é, no rito tradicional, como o Salmo Responsorial do rito novo, entendeu?

No rito gregoriano, depois da Epístola, faz-se o Gradual (que é móvel dependendo da celebração), e que, geralmente,  nada mais é que um versículo de um Salmo.

Depois segue-se o Aleluia (que é o canto de aclamação ao Evangelho); só que desde a Septuagésima, Tempo da Paixão e outros tempos que eu esqueci no momento, não se pode dizer aleluia, por isso o canto do Aleluia é substituído pelo Tracto.

Como exemplo, cito a Missa do Comum dos Doutores:

A Epístola é essa: II Timóteo IV, 1-8.

Gradual: Salmo XXXVI, 30-31. Os justi meditábitur sapiéntiam, et lingua ejus loquétur judícium. ℣. Lex Dei ejus in corde ipsíus: et non supplantabúntur gressus ejus.

Aleluia: Allelúja, allelúja. ℣. Eclesiástico XLV, 9. Amávit eum Dóminus, et ornávit eum: stolam glóriæ índuit eum. Allelúja.

Tracto: Salmo CXI, 1-3. Beátus vir, qui timet Dóminum: in mandátis ejus cupit nimis. ℣. Potens in terra erit semen ejus: generátio rectórum benedicétur. ℣. Glória et divítiæ in domo ejus: et justítia ejus manet in sǽculum sǽculi.

Só se diz o Tracto nos tempos que eu disse, como afirma o Missal: "Post Septuagesimam, omissis Allelúja et Versu sequenti, dicitur".

No Tempo Pascal, se omite o Gradual e se faz o duplo Aleluia (o Aleluia "normal" acrescido de outro versículo). Que no caso do Comum dos Doutores é (Tempore autem Pascháli emittitur Graduale, et ejus loco dicitur):

Allelúja, allelúja. ℣. Eclesiástico XLV, 9. Amávit eum Dóminus, et ornávit eum: stolam glóriæ índuit eum. Allelúja. ℣. Oséias XIV, 6. Justus germinábit sicut lílium: et forébit in ætérnum ante Dóminum. Allelúja.

Já no rito paulino, para o canto gregoriano, usa-se o Gradual. Para o canto polifônico e popular, a letra do Gradual ou do Salmo. Para a recitação, o Salmo.

2 comentários:

  1. Um bom artigo sobre o tema está no Salvem a Liturgia: http://www.salvemaliturgia.com/2010/03/musica-liturgica-o-gradual.html O artigo sobre o Salmo Responsorial também ajuda, e eles devem ser lidos em conjunto: http://www.salvemaliturgia.com/2010/02/musica-liturgica-o-salmo-responsorial.html

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...