quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A Fração no rito moçárabe

Uma das coisas que mais chamam a atenção no rito moçárabe é a maneira em que a Hóstia é fracionada na patena:



A Enciclopédia Católica (edição de 1913) comenta assim essa maneira de fracionar a hóstia: 
A Hóstia é primeiro dividida em duas metades, depois uma delas é dividida em cinco e a outra em quatro partes. Sete dessas partículas são dispostas na forma de uma cruz; cinco, chamadas Corporatio (Encarnação), Nativitas, Circumcisio, Apparitio (Epifania) e Passio formam a parte vertical, e duas, chamadas Mors e Resurrectio, a parte horizontal. Essas últimas são postas ao lado da partícula Nativitas, juntamente com as partículas Gloria e Regnun (postas juntas num dos lados). 
D. Fernand Cabrol, no seu A Missa nos ritos ocidentais, ensina: 
No rito moçárabe a Fração é complicada. O padre divite a Hóstia pelo meio, colocando metade na patena; a outra metadade é dividida em cinco partes, que também são postas na patena. Ele, então, divide a primeira parte em quatro. As nove partículas obtidas são arranjadas na forma de um cruz, e cada uma recebe um nome: Corporatio (ou Encarnação), Nativitas, Circumcisio, Apparitio (ou Epifania ), Passio, Mors, Resurrectio, e, separadamente, Gloria, Regnum. 
A liturgia das Sés Primazes, de Archdale King: 
O modo particular no qual a Hóstia é dividia em nove partes, e disposta simblicamente na patena em forma de cruz, é, de certa forma, similar ao que havia nos ritos galicano e celta... Algumas vezes as partículas eram arranjadas sobre a patena de uma maneira que lembrava uma forma humana. Essa prática foi denunciada pelo segundo concílio de Tours (567), e foi decretado que elas deveriam ser postas em forma de cruz. Um tratado irlandês sobre a Missa incorporado ao Missal celta de Stowe (final do século VIII e começo do século IX) fala da Hóstia dividida de sete maneiras diferentes dependendo do dia. O número de partículas variava de cinco, numa Missa de dia comum, até secenta e cinco, na Páscoa, Natal e Pentecostes. Elas eram dispostas em forma de cruz, com posições adicionais quando eram muitas as divisões. Na Comunhão, cada partícula da cruz era distribuída para um grupo especial de pessoas (padres, monges, etc.). No rito moçárabe, o sacerdote primeiro divide a Hóstia ao meio, colocando metade sobre a patena, e dividindo a outra metade em cinco partes, que ele também coloca sobre a patena. Então, a primeira metade é dividida em quatro partículas. Cada fragmento assim formado tem o título de um mistério da vida de Nosso Senhor, que o padre menciona em sua divisão específica. A cerimônia da fração tem um paralelo com a proskomide bizantina, que é uma antecipação da fração do pão consagrado... O simbolismo também sugere que a Corporatio é a primeira partícula, como a Encarnação é o começo de nossa salvação, enquanto o braço da cruz é completado pela Resurrectio, o mistério que consuma a Paixão e Redenção. As partículas Gloria e Regnum também são colocadas na patena dado que Cristo, o vencedor da morte, está sentado à direita do Pai, o seu reino é eterno, nem a “glória” nem o “reino” são limitados pelo tempo ou pelo espaço. Quando a fração é completada, o sacerdote limpa os dedos... 
Essas traduções acima são minhas e livres.

2 comentários:

  1. Ah, gostei do novo layout do Blog, era só o que faltava melhorar, já que o conteúdo sempre foi e continua impecável!
    Parabéns!

    Anizio Filho

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...