Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Entrevista com João Pereira Coutinho

João Pereira Coutinho, um jovem jornalista português que ganha cada vez mais admiradores no nosso país (vejam sua obra Avenida Paulista), concedeu uma ótima entrevista ao Instituto Internacional de Ciências Sociais onde discorre sobre o pensamento conservador (totalmente compatível com o catolicismo), bem como sobre vários problemas da atualidade:










Normas para sacristães no rito gregoriano (tridentino)

Naturalmente que em boa parte dos locais onde a Missa é celebrada no rito gregoriano hoje em dia a figura do sacristão não existe e, portanto, as regras aqui elencadas devem servir de guia para quem faz as funções que seriam dele (e, é bom lembrar, devem ser adaptadas ao caráter improvisado de muitas celebrações).
Introdução
O sacristão ocupa um cargo de grande importância e responsabilidade nas comunidades católicas. Antigamente este cargo era confiado somente a clérigos, que, para esta função, recebiam a ordem menor de ostiário. Mas, com a escassez de candidatos e, mais tarde, com a valorização desmedida do presbiterado em detrimento de outras vocações, alguns fiéis foram escolhidos para desempenhar esse verdadeiro ministério.
O sacristão deve ser consciente de sua responsabilidade: a ele é confiada a guarda dos objetos e vestes sagradas, usadas na liturgia. Dada a santidade dos objetos que cuida, o sacristão deve exercer sua função com um profundo zelo religioso, de modo …

Um outro mundo não é possível

O comunismo e outros governos fundados sobre utopias encorajaram as pessoas a ser violentas quando as convocaram para lutar por um sonho. Pelo sonho vale tudo. Aqueles sistemas políticos levaram as pessoas a acreditar que fora da utopia não existe o bem. Por essa razão tanto o comunismo como o nazismo e o fascismo degeneraram no assassinato coletivo de enormes proporções. A lição aqui é que a violência inata do homem está sempre à espreita e que os governos democráticos são a forma de impedir que ela se manifeste na sua melhor forma.
- Steven Pinker (Veja, 4 de janeiro de 2012)

OBS: naturalmente que não concordo com a parte referente à democracia.

Para pensar