Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

O mais importante: Jesus Cristo

Acompanhei hoje a tarde a chegada e recepção do Papa pelo site do Estadão e tive a grata surpresa de ouvir está frase no Pontífice Universal na sua fala logo após o discurso da presidente:
"Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais valioso me foi dado: Jesus Cristo."
Ele não podia ter sido mais feliz. Num momento conturbado para o governo, em que todos esperavam indiretas políticas, o Papa "apenas" traz a Fé. E esta, como sabemos, remove montanhas!

O direitista

"The true rightist is not a man who wants to go back to this or that institution for the sake of a return; he wants first to find out what is eternally true, eternally valid, and then either to restore or reinstall it, regardless of whether it seems obsolete, whether it is ancient, contemporary, or even without precedent, brand new, 'ultramodern'.

Old truths can be rediscovered, entirely new ones found. The Man of the Right does not have a time-bound, but a sovereign mind. In case he is a Christian he is, in the words of the Apostle Peter, the steward of a Basíleion Hierateuma, a Royal Priesthood. The right stands for liberty, a free, unprejudiced form of thinking, a readiness to preserve traditional values (provided they are true values), a balanced view of the nature of man, seeing in him neither beast nor angel, insisting also on the uniqueness of human beings who cannot be transformed into or treated as mere numbers or ciphers."

- Erik von Kuehnelt-Leddihn

Apontamentos sobre o 1º artigo do Credo - A criação do homem

Apontamentos sobre a criação do homem do confrade Humberto Carneiro que ministra aulas de catequese comigo:
1. Distinções prévias
Deus - espírito perfeitíssimo incriado e sem corpo.
Anjos - puros espíritos (não possuem alma) criados e sem corpo.
Homem - espírito que necessita de corpo. Alma espiritual e racional.
Animais - seres dotados de alma (princípio vital), mas sem espírito. Alma sensitiva.
Vegetais - seres dotados de alma vegetativa.
2. Da criação do homem
Deus fez o mundo do nada. Depois fez a substância espiritual (anjos) e a substância material (corporal) e, por último, a substância humana, composta das outras duas. - Concílio de Latrão.
Homem - ser dotado de corpo e alma (espiritual), criado por Deus à sua imagem e semelhança.
Corpo e alma - feitos um para o outro. A alma pede o corpo. A dor do corpo é sentida na alma. A dor da alma é sentida no corpo.
Relato bíblico: Gênesis I, 26ss
                       Gênesis II, 4-25
O corpo do homem reflete o poder e a sabedoria di…

O inferior não pode obrigar o superior

A essência prática do Cristianismo está no conceito de que o indivíduo humano — alma imortal criada por Deus e remível por seu Filho da condição pecaminosa em que a queda a lançara — tem em si mesma, como tal, um valor superior maior que o de todos os poderes e pompas da terra, porque é um valor de outra ordem. Deste conceito se deriva estoutro - que o indivíduo moral é distinto do indivíduo político, e a ele superior. Deus está acima do Imperador, e a salvação da alma acima do serviço do Império. E as consequências últimas do conceito primário são estas: o critério moral é absoluto, o critério político ou cívico é relativo. O Estado está acima do cidadão, mas o Homem está acima do Estado. Nenhum Estado, nenhum Imperador, nenhuma lei humana podem obrigar o indivíduo a proceder contra a sua consciência, isto é, contra a salvação da sua alma. O inferior não pode obrigar o superior.

- Fernando Pessoa

Não confunda uma pessoa com o mal que há nela

In the words of St. John Kronstadt, “Never confuse the person, formed in the image of God, with the evil that is in him; because evil is but a chance misfortune, an illness, a devilish reverie. But the very essence of the person is the image of God and this remains in him despite every disfigurement.”
- Donald E. Cole

O pêndulo virou

Certamente os apoiadores do aborto nos EUA, quando a Suprema Corte desse país deu uma decisão que liberou tal prática de forma irrestrita nos anos 70, não achavam que o pêndulo poderia voltar atrás. Para eles, a cultura contemporânea, com todo seu hedonismo, serviria de barreira a tudo aquilo que consideravam uma limitação da liberdade individual. Infelizmente para eles e felizmente para o gênero humano, a história se desenvolveu de outra maneira.
De fato, a persistência do movimento em favor da vida acabou conquistando "corações e mentes", e gerou o quadro que acabei de ler na Veja desta semana:
Ideia ganha vida nova
Apoio a aborto diminui entre americanos e lei restritiva no Texas reflete isso
Mudar de ideia - e de leis que não sejam as garantias civis imexíveis - é inerente às democracia, mesmo quando as mudanças parecem superficialmente conflitantes. Nos Estados Unidos, isso está acontecendo em relação a duas questões importantes: a do casamento civil de homossexuais e a …

Think twice

BBB, o esterco e o vômito de Satanás

Dia desses estava sem o que fazer a noite e fui a uma loja de conveniência tomar um café e "ver gente", mais tarde, ao passar pelo banheiro da tal  loja, me deparei com um antigo participante do BBB numa situação bem distante daquilo que se poderia chamar de referência para a vida de qualquer pessoa e pensei no que tinha lido neste texto de D. Henrique Soares (publicado num informativo da Arca de Maria):

A situação é extremamente preocupante: no Brasil, há uma televisão de altíssimo nível técnico e baixíssimo nível de programação. Sem nenhum controle ético por parte da sociedade, os chamados canais abertos (aqueles que se podem assistir gratuitamente) fazem a cabeça dos brasileiros e, com precisão satânica, vão destruindo tudo que encontram pela frente: a sacralidade da família, a fidelidade conjugal, o respeito e veneração dos filhos para com os pais, o sentido de tradição (isto é, saber valorizar e acolher os valores e as experiências das gerações passadas), as virtudes, a…

Processo sem controle

Artigo do ex-governador de Pernambuco Roberto Magalhães (Jornal do Commercio, Recife 20 de junho de 2013) que trata da questão do descalabro em que se transformou a demarcação de terras indígenas e dos perigos que isso pode trazer para a unidade da pátria:

A demarcação de terras indígenas no país vem sendo discutida a longo tempo sem os critérios de responsabilidade e brasilidade que merecia e merece, pela sua extrema relevância. Bastaria lembrar que, pelos dados atuais do IBGE, a partir do Censo 2010, o Brasil tem atualmente 896.917 índios ocupando aproximadamente 14% do território brasileiro, e desse total 517.383 (57,7%) ocupam terras indígenas.
Considerando os critérios adotados pelos peritos e agentes da Funai, pode-se calcular em 2,3km² de território para cada um desses índios assentados e vivendo em terras indígenas. Não é difícil dividir-se os 14% do território nacional pelo número de silvícolas assentados. A situação agravou-se muito depois da promulgação da Constituição de…

Neo racismo oficial

Artigo do economista e consultor Sérgio C. Buarque publicado no Jornal do Commercio (Recife, 20 de junho de 2013) e que subscrevo totalmente:

O racismo e as teorias raciais inventadas no século XIX alimentaram o discurso da superioridade e a discriminação de povos e grupos sociais, e difundiram a ideia de uma raça pura com rejeição à miscigenação que, segundo Joseph Arthur de Gobineau, levaria à degenerescência física e intelectual. Este racismo está na origem brasileira com o escravismo racial e a divisão social que seguiu à abolição. Mas, muito diferente do que ocorreu nos EUA, ao longo dos séculos, foi se formando no Brasil uma nação singular da mescla de culturas, origens e cores gerando uma síntese que, sem eliminar a diversidade, enriquece o conjunto. Mesmo convivendo com formas sutis de discriminação - longe de uma sonhada "democracia racial" - o Brasil não é um país dividido em múltiplas raças ou cores, não é um mosaico racial como os EUA e alguns países europeus. C…